Como anunciar no Google?

por | abr 15, 2020 | Sem categoria | 0 Comentários

Para anunciar no Google basta abrir uma conta gratuita no Google Ads (antigo Google Adwords), fazer as configurações da empresa e de pagamento, configurar a campanha, grupo de anúncios e os anúncios, definindo o orçamento da campanha, estratégia de lances e a segmentação dos anúncios. Pelo Google Ads é possível anunciar na pesquisa do Google, rede de sites parceiros do Google, YouTube, aplicativo, entre outros locais. O pagamento normalmente é feito por clique e o anunciante possui o controle sobre o orçamento, definindo quanto quer gastar e o período de exibição do anúncio.

Como o Google Ads funciona?

Para começar a divulgar no Google você vai precisar ter uma conta no Google Ads (antigo Google Adwords), a plataforma de publicidade nos serviços do Google. Através dela é possível anunciar em todos os serviços do Google, como a busca do Google, Google Shopping, Google Maps, aplicativos Android, YouTube, rede de sites parceiros do Google, entre outros serviços que permitem anúncios.

O Google Ads possui interface onde é possível fazer a inserção das campanhas e anúncios, palavras-chave, públicos, segmentações e demais configurações, assim como determinar o posicionamento, orçamento da campanha e lances. Ela também permite cadastrar praticamente todos os ativos necessários para rodar as campanhas, além de fazer a integração de plataformas e outras configurações avançadas.

Os anúncios no geral são comercializados por cliques (CPC): ao exibir um anúncio na busca e o mesmo receber um clique de um usuário, paga-se o valor daquele clique para o Google.  Se um anúncio na busca do Google é visto, porém não é clicado, não há custo. Existem também outro modelo de cobrança, como por visualizações (normalmente anúncios de vídeo) e por conversão (campanhas de display).

O que determina o valor do clique é o leilão. Ao criar um anúncio, determina-se um lance. Se o lance do anunciante é maior que o seu concorrente, seu anúncio ganha o leilão e é exibido. Porém não é apenas o lance que faz um anúncio ganhar o leilão: a qualidade do anúncio é peça fundamental para o cálculo do anúncio que deve ser exibido para o usuário.

Veja também:

 

Sobre a organização do Google Ads

Uma conta do Google Ads é dividida hierarquicamente nos níveis de campanha, grupo de anúncio e anúncio:

 

 

 

Nível de campanha

Este nível é responsável pelas configurações gerais da campanha e por agrupar os conjuntos de anúncio. No geral, a campanha é responsável por determinar o objetivo, tipo e canal (posicionamento) onde os anúncios serão exibidos, assim como definir segmentações, idioma, orçamento e estratégia de lance.

Dependendo do tipo de campanha tais configurações podem estar disponíveis também no grupo de anúncios. Existem ainda configurações mais avançadas e específicas de cada tipo de campanha.

Nível de grupo de anúncios

Embaixo do nível de campanha, os grupos de anúncios agrupam os anúncios. Suas configurações variam muito de acordo com o tipo de campanha escolhido. No geral, ele é responsável por organizar diferentes tipos de anúncios, agrupando diferentes anúncios para uma mesma segmentação.

Nível de anúncios

É neste nível que são configurados os anúncios que serão publicados e vistos pelos consumidores. Cada grupo de anúncios permite agrupar diferentes anúncios, entregando-os de maneira distribuída.

 

Navegando no Google Ads

A interface de navegação do Google Ads foi totalmente reformulada há alguns anos, quando a ferramenta ainda se chamava Google Adwords.

 

 

 

 

  • A coluna da esquerda permite facilmente navegar entre as campanhas e grupos de anúncios da conta;
  • Logo depois dela, existe uma outra coluna que permite navegar pelas informações da conta, campanha ou grupo de anúncios – depende do que estiver selecionado;
  • O conteúdo central exibe as informações da visão selecionada. Cada visão possui informações bem específicas, e com exceção da visão geral e recomendações, no geral ela apresentará um gráfico, filtros e o conteúdo em formato de tabela. É possível acrescentar e retirar colunas com as métricas desejadas;
  • Na parte superior temos uma área de relatórios e outra de ferramentas e configurações. Na parte das ferramentas e configurações é possível acessar todos os recursos da conta (como públicos e listas de palavras negativas), fazer configurações e integrações entre contas e acessar os dados de faturamento.

Quanto custa fazer anuncio no Google?

No Google Ads o anunciante possui total controle sobre o orçamento que quer investir, bastando apenas configurar o orçamento no nível da campanha. Então podemos dizer que para divulgar no Google o anunciante pode pagar o que quiser.

Mas o que de fato vai definir se o anúncio será exibido ou não para um usuário é se ele está vencendo o leilão, composto principalmente do lance ajustado na campanha e qualidade do anúncio. O anúncio que for o mais competitivo, deve aparecer em primeiro naquele determinado momento, e depois vem os menos competitivos.

Para definir o quanto se deve investir no Google é preciso antes saber claramente qual o objetivo e meta a ser alcançada. Por exemplo, se você sabe que para realizar 1 venda são necessários em média 100 cliques em um anúncio, e se o valor médio de cada clique custa R$ 0,25, então para ter uma venda você precisa investir R$ 25,00. Se sua meta dentro de um mês é obter 100 vendas, então o valor a ser investido deverá ser de R$ 2.500.

Saiba mais quanto custa anunciar no Google clicando neste link.

Google Ads Editor

Além da interface online do Google Ads, existe um programa que pode ser baixado no computador para a criação e edição de maneira off-line. O programa chamado de Google Ads Editor permite criar e fazer alterações em campanhas em massa, proporcionando rapidez e facilidade.

Apesar de ser um software bastante útil, o Google Ads Editor pode não ser muito prático na hora de analisar os dados das campanhas para realizar otimizações. Neste caso o mais indicado é usar a interface web do Google Ads.

Para fazer o download do Google Ads Editor basta clicar neste link.

Vantagem de utilizar o Google Ads

Fazer propaganda no Google é uma das formas mais efetivas de se fazer marketing digital. Não só pelo fato de se pagar apenas pelos cliques (no geral), mas também pelo alcance: o Google é o mecanismo de busca mais usado no mundo; o YouTube é o segundo site mais utilizado; o sistema Android está na maior parte dos dispositivos mobile; a rede de sites parceiros é enorme.

– Pague por clique

No geral paga-se apenas pelos cliques que receber no anúncio.

– Controle o quanto vai pagar

Basta definir o orçamento da campanha.

– Vasta área de cobertura

Líder como mecanismo de pesquisa, o maior site de vídeos (YouTube), a maior rede de sites parceiros que exibem anúncios e também o sistema operacional mais utilizado nos dispositivos mobile (Android).

– Presença em toda jornada de compra

É possível impactar o consumidor em praticamente todos os passos de sua jornada de compra, desde a descoberta, consideração e decisão.

– Facilidade de mensuração

O Google Ads é rico em informações sobre o desempenho e previsões para campanhas, além de se integrar com o Google Analytics e outras ferramentas.

– Traz resultado

Ao operar a ferramenta de maneira estratégica, o potencial de resultado é enorme.

 

 

Principais formatos e canais de anúncios do Google

Engana-se quem acredita que fazer propaganda no Google se restringe apenas ao mecanismo de pesquisa. De fato, a pesquisa do Google é uma das ferramentas mais poderosas, visto que os anúncios impactam justamente quando um usuário busca por uma palavra-chave, ou seja, demonstra um intensão. Mas a publicidade no Google vai muito além disso: o Google é dono do YouTube, do sistema Android e possui uma infinidade de sites parceiros, que exibem banners promovidos pelo Google.

Busca do Google

São os anúncios exibidos quando um usuário faz uma busca por alguma informação no Google. É um dos formatos mais relevantes e de maior resultado, pois impacta a pessoa quando ela está buscando por alguma informação – ou seja, tem intensão de algo.

Na busca é possível fazer os clássicos anúncios de texto, também chamados de links patrocinados. Pela semelhança com o resultado natural (chamado de orgânico), costuma trazer muito resultado.

Outro formato muito relevante é o anúncio de Google Shopping, onde são exibidos produtos com foto e preço. Esses produtos levam o possível cliente para a loja virtual do anunciante e é uma das formas mais eficazes de anunciar produtos na internet.

Existem também outros formatos de anúncio na busca do Google, como anúncios que aparecem no Google Maps e até de cadastros, formato novo que o Google está testando.

Além disso tudo, o há sites e portais que utilizam o mecanismo de pesquisa do Google em seu site, como o caso do site da UOL por exemplo. Ao fazer uma busca no UOL, o resultado de pesquisa vem do Google, e é sinalizado no canto com o termo “Powered by Google”. Esses sites + a busca do Google compõe a rede de parceiros de pesquisa do Google.

Google Shopping

Como foi dito, os anúncios de Google Shopping são estratégicos para quem vende algum tipo de produto através de lojas virtuais. Este formato de anúncios permite exibir produtos quando um usuário faz uma busca por algum termo no Google, e quando o mecanismo de busca percebe que há um intensão de busca de produto, exibe os anúncios de Google Shopping.

Por exibir o a foto, descrição e preço do produto, o usuário que clica sabe que está visitando um site de compras, e por isso a taxa de conversão tende a ser maior.

O Google Shopping também possui uma aba exclusiva nos filtros de pesquisa do shopping, com uma experiência completa e que permite busca facilmente por produtos e comparar preços. Os anúncios de shopping também são exibidos no Google Images, onde a foto do produto é o que tem maior destaque e entrando no contexto do recurso de busca.

Para anunciar no Google Shopping, é preciso que o anunciante tenha uma conta no Google Merchant Center, programa que permite a integração do catálogo de produtos do lojista. O meio mais comum de integração é através de um arquivo XML com a lista de produtos. Também é possível integrar uma planilha do Google com os produtos, fazer uma integração via API ou utilizar a detecção automática de produtos, que funciona quando um site de vendas possui a estrutura correta de informações em suas páginas de produtos.

Uma vez que o catálogo de produtos é inserido, é preciso criar o anúncio lá dentro do Google Ads. Pra isso, o Google Ads e o Google Merchant precisam estar integrados – o que é algo muito simples e rápido por sinal.

O Google Shopping tem ido muito além da pesquisa do Google: ele também exibe produtos na rede de sites parceiros do Google (ou rede de display), através de banners dinâmicos. Os produtos também aparecem no YouTube, normalmente espalhados pela plataforma, entre os vídeos.

Rede de sites parceiros do Google

Além da rede de pesquisa, temos também a rede de sites parceiros do Google, que são sites que exibem anúncios do Google em troca de monetização pelo Google AdSense. A rede de sites parceiros também é conhecida como rede de display (por exibirem banners), rede de conteúdo (por serem normalmente sites de conteúdo), ou GDN (Google Display Network).

O formato mais utilizado é a exibição de banners em sites de conteúdo, aplicativos e no próprio YouTube. Você já deve ter visto anúncios do tipo em portais de conteúdo como Terra, UOL, etc. Ao contrário da pessoa, o usuário está consumindo algum tipo de conteúdo e ao é impactado por algum anúncio.

A rede de display é muito vasta, composta de inúmeros sites, dos mais diversos tipos de conteúdo. Este ecossistema permite que o anunciante segmente suas campanhas para exibir em sites que falam sobre determinados assuntos e para atingir os públicos que atendem determinadas características, como sexo, local, idade, etc.

É uma mídia geralmente usada para gerar consciência de marca e também para fazer remarketing, que é uma forma de reimpactar um usuário que tenha interagido com o seu site, anúncio de vídeo, aplicativo, etc.

YouTube Ads

O YouTube é a maior plataforma de vídeos da atualidade e foi comprada pelo Google já faz um bom tempo. Com os anúncios de vídeo em alta, ele se tornou um dos principais canais de divulgação para gerar consciência de marca e consideração de compra. Os anúncios de vídeo são muito mais ricos que os anúncios de display, e podem ter uma eficácia muito para fazer branding ou performance.

Os principais formatos de vídeo ads são o in-stream e o discovery.

  • Vídeo in-stream: São os vídeos exibidos antes, depois ou durante um vídeo publicado no YouTube. São ideias para promover conhecimento de marca, consideração e conversão em compras.
  • Vídeo discovery: São vídeos exibidos com sugestão na navegação do YouTube. Normalmente eles são exibidos em algum vídeo “orgânico” com conteúdo similar. Normalmente um usuário clica no vídeo discovery quando ele quer saber mais sobre um determinado assunto.

Existem outras variações de anúncios, relacionados com os dois formatos citados. Uma das variações são os vídeos TrueView for Action, que são vídeos com chamada de ação, levando o usuário para realizar uma visita, cadastro ou mesmo uma compra em um site.

Aplicativos

Os anúncios de aplicativo tem como objetivo promover instalações ou ações em determinado aplicativo, que deve já estar integrado na conta do Google Ads. Além das principais segmentações, os anúncios de aplicativo são exibidos na rede de pesquisa, display, YouTube e Google Play (loja de aplicativos do Google).

 

Como fazer um anúncio no Google?

Depois de criar uma conta no Google Ads, o próximo passo é criar o seu primeiro anúncio. Os passos abaixo levam em conta a criação de um anúncio genérico de texto. Outros formatos de anúncios podem exigir etapas adicionais, facilmente configuradas na plataforma de anúncios do Google.

1. Definindo o tipo de campanha

Para criar uma nova campanha basta clicar no botão azul e selecionar a opção nova campanha. Em seguida você deve selecionar a meta da campanha e o tipo de campanha. Ao escolher uma meta específica – como vendas, leads, tráfego, etc. – o Google Ads vai apresentar os tipos de campanha que mais fazem sentido para a meta escolhida. Se você quiser ver todos os tipos de campanha, clique em “criar campanha sem meta”.

2. Fazendo as configurações gerais

Na próxima tela você vai realizar as principais configurações das campanha:

  • Definição de nome;
  • Rede onde será exibido (pesquisa ou display);
  • Local de exibição;
  • Idioma;
  • Público-alvo;
  • Orçamento da campanha;
  • Estratégia de lance;
  • Extensões do anúncio.

Existem configurações que estão ocultas e aparecem clicando em “mostrar mais configurações”. Para o caso de uma campanha de texto, você pode definir o tipo de conversão, programação de anúncios e rotação de anúncios, que define como os anúncios serão distribuídos.

3. Configuração do grupo de anúncio

A divisão de grupos de anúncios é importante para organizar a campanha e principalmente para configurar a segmentação que faça mais sentido para os anúncios que serão apresentados. No caso de uma campanha de texto, é nesta etapa que as palavras-chave serão inseridas. Recomenda-se agrupar as palavras similares em grupos de anúncios, pois assim os anúncios poderão ter mais relevância de acordo com a pesquisa que o usuário fizer.

4. Configuração dos anúncios

Por último é necessário inserir os anúncios, onde cada tipo de campanha possui configurações bem específicas. No caso da campanha de texto, aparecem campos para preenchimento de cada parte do anúncio:

  • URL final: define a página para onde o anúncio deve direcionar o usuário;
  • Título: são 3 posições, que podem ser exibidos em configurações diferentes, dependendo do contexto;
  • Caminho de exibição: é como o link do anúncio será exibido (não precisa ser o link real da página de destino);
  • Descrição: são 2 posições de descrição, que podem ser exibidas em configurações diferentes dependendo do contexto.

No geral, o Google recomenda o uso de 3 anúncios por cada grupo de anúncios pois ele poderá testar e ver qual anúncio é mais relevante e gera mais resultado para o usuário.

Como anunciar no Google de forma profissional?

Se você precisa anunciar sua empresa no Google de uma maneira totalmente profissional e com alto potencial de resultado, a Upster é a solução. Somos especialistas e certificados Google Partner. Trabalhamos com um trabalho de gestão de anúncios diferenciado e com foco em gerar resultados, seja fortalecer a sua marca, deixar seu produto ou serviço mais conhecido, gerar cadastros, pedidos de orçamento e vendas.

Entre em contato com um de nossos especialistas e saiba mais o que podemos fazer para alavancar a sua empresa!

plumbinglove.com